Como usar o cofre virtual Portable Safe

Steganos Portable Safe - o cofre virtual portátil



Senhas seguras

Enquanto algorítimos de criptografia hoje em dia sejam inquebráveis graças a multiplicidade de chaves criptográficas, as senhas utilizadas são o elo fraco dos sistemas criptografados.Por um lado, uma pessoa geralmente tem que ser capaz de lembrar da senha. Por outro, ela tem que ser introduzida em algum momento e outra pessoa pode se aproveitar e capturar a senha.

Existem várias formas de se quebrar uma senha:

Bisbilhotar, espiar, chantagear e hackear são bons métodos para se ter acesso a uma senha. Métodos técnicos podem ser seguros em casos isolados. Neste contexto, tudo depende do cuidado do usuário.

Processo de adivinhação por engenharia social também é possível caso o autor do ataque conheça a vítima bem e a senha seja fraca. Erros típicos neste contexto são senhas com nomes de familiares e animais domésticos. Também números de telefone e datas de aniversário.

Tentativa e erro. A língua Alemã, por exemplo, possui aproximadamente de 300.000 a 500.000 palavras. O dicionário Duden inclui 120.000 palavras chaves. O porta Goethe já usou mais de 80.000 palavras em sua obra. Uma pessoa normal usa no máximo 10.000 no dia a dia. O jornal alemão Bild usa diariamente 1.500 palavras. Se uma simples palavra é utilizada como senha, existe uma grande probabilidade de que possa ser identificada depois de umas centenas de milhares de tentativas, só trabalhando com as palavras indicadas. Coisa de segundos para um computador.

A biblioteca integrada dentro do Steganos Safe avisa quando a senha escolhida por você é facilmente quebrável, comparando-a com quase meio milhão de exemplos. Para isso, 0,3 segundos são necessários em um computador normal. Ou seja, três senhas por segundo. Assim, por exemplo, se você utilizar uma palavra do jornal Bild, ela pode ser identificada num máximo de 500 segundos, ou 9 minutos, se o autor tiver as ferramentas necessárias.

Para qualquer quatro caracteres, sejam maiúsculos ou minúsculos, letras ou números, que forem randomicamente combinadas, vai resultas em mais de 14 milhões de possibilidades. Um computador moderno precisaria de 57 dias para conferir todas elas. Claro que isso pode ser acelerado usando mais computadores. Mas no caso de 8 caracteres, um computador precisaria de 2 milhões de anos! Neste caso, para se pensar em reduzir este tempo, o poder computacional teria que ser significativamente maior, inviabilizando o processo.

Quando for escolher uma senha você deve primeiramente levar em consideração de quem você está se protegendo. Se você quiser proteger suas informações pessoais, a complexidade da senha pode ser menor que informações corporativas, onde dados dever ser assegurados por profissionais de TI contra espionagem industrial. Os requisitos são, obviamente, ainda maiores caso estejamos falando de agências de governos ou serviços secretos.

Existem várias estratégias para geração de boas senhas. A melhor de todas é utilizar um gerador de senhas que crie uma que contenha pelo menos 10 caracteres, que devem ser escolhidos dentre 62 diferentes (maiúsculas, minúsculas, números de 0 à 9 e, caso possível, símbolos como: "!@#$%¨&*()". O problema neste caso está em como se lembrar desta senha. Salvá-la ou escrevê-la em algum lugar é somente uma ajuda momentânea. Mesmo que você utilize um gerenciador de senhas, você vai ter que se lembrar pelo menos da senha para acessá-lo. Mesmo a senha mais segura do mundo é inútil se for anotada em um pedaço de papel perto do seu teclado. Se este não for o caso, um gerenciador de senhas pode ser um método fácil, eficaz e seguro de criar e administrar um número infinito de senhas seguras, e, caso desejado, até utilizá-las automaticamente.

Abreviações de frases são bons exemplos de senhas seguras com a facilidade de lembrá-las. "Eeraoutroocant" pode, por exemplo, ser um exemplo de uma abreviação de frase (no caso um poema do Poe). Isto pode produzir também um mínimo de 10 caracteres. Se, junto disso, caracteres sejam substituídos por números, ela vai se transformar em uma senha segura e de fácil lembrança.

Abrir um cofre virtual

Para abrir um cofre virtual, clique duas vezes no arquivo usbstarter.exe dentro de seu pendrive.

Clique no botão com o desenho de pendrive para abrí-lo.

Selecione a letra do disco (D:, E:, Z:) que o cofre virtual deva aparecer no Windows Explorer e em seguida clique no botão "OK"

Agora insira a senha. Clique novamente no botão "OK"

O cofre virtual vai estar agora aberto e acessível na letra de disco definida anteriormente.

Caso queira desativar a mensagem automática informando que o cofre virtual foi ativado, clique na opção "Desligue mensagem" e depois em "OK"

A senha pode ser alterada no cofre virtual. Para isso, clique no botão relativo ao mesmo.

Primeiro entre com a senha antiga e depois com a nova. Confirme a nova e clique no botão "OK". Feche a mensagem seguinte clicando novamente em "OK".

Versão de teste

Segurisoft Baixar

Fechando um cofre virtual

Feche o cofre virtual clicando no botão com o pendrive desenhado ou saia do programa clicando no ícone X, no canto superior a direita.

Deletando um cofre virtual

O cofre virtual deve ser removido manualmente.

Para isso, simplesmente delete o diretório do cofre virtual e o arquivo "usbstarter.exe" no seu dispositivo de armazenamento.

O arquivo SPS.sle dentro do diretório contém os dados guardados no cofre virtual.

Se você deletar este arquivo, as informações serão perdidas permanentemente.

Gostou do artigo? Ficou alguma dúvida ou gostaria de fazer uma sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

Safe 19

Safe 19

  • Cria cofres virtuais de até 2TB
  • Compatível com Dropox, Google Drive e OneDrive
  • Criptografia AES- XEX de 384 bits

Versão de teste

segurisoft Baixar

/ Escrito por Rafa Dias sobre Safe 19

Seguir @rafadiasbcn

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.