Como garantir a segurança dos arquivos contra o WannaCry

Uma maneira simples de proteger os dados do PC contra o WannaCry


como proteger os dados do pc contra wannacry

Em maio deste ano o mundo viu o maior ataque hacker da história, o episódio do Ransomware WannaCrypt ou WannaCry. Em poucas horas, o vírus tomou sistemas de vários serviços, incluindo aeroportos, caixas eletrônicos e, de acordo com algumas fontes, até mesmo de bancos.

Apesar de sua enorme distribuição ao redor do globo, os hackers acabaram lucrando relativamente “pouco” com sua tentativa. Além disso, o vírus apenas parecia se proliferar em computadores com sistemas Windows antigo, não suportado mais pela Microsoft. Mas o WannaCry reacendeu a discussão sobre como devemos proteger nossos dados e sistemas nessa era digital.


Como funcionava o WannaCry

Assim como todo ataque de ransomware, o WannaCrypt bloqueou acesso dos usuários aos seus dados e sistemas operacionais com criptografia. Ao ligarem seus computadores, as vítimas, apenas viam um aviso de que seu sistema havia sido sequestrado e que seria necessário o envio de uma quantia em Bitcoin para receber a senha que liberaria o mesmo.

Por causa da criptografia, não existe choro nem vela, nenhuma maneira mágica de voltar o sistema ao estado original caso o mesmo tenha sido sequestrado pelo ransomware. A única forma de solucionar a equação é com a senha, senha essa que supostamente é possuída pelo hacker.

Além disso, ainda existem suspeitas de que os hackers não apenas sequestram os arquivos, mas também podem injetar malwares que executam a função de buscar senhas de cartões de crédito e documentos importantes de suas vítimas enquanto ocorre a criptografia.


Se protegendo de um ransomware

A proteção de um ransomware apenas pode ser feita ANTES dele ser instalado, ou seja, tomando cuidado com o que é baixado para o computador, se atentando onde clica enquanto navega e em quais anexos de e-mail confia.

Após um ransomware tomar seu sistema, não existe nada que ninguém possa fazer, a não ser talvez o hacker que exige pagamento para liberar a chave secreta que desbloqueia os arquivos. Contudo, nem essa opção é uma escolha válida de fato, uma vez que não existe garantia de que o hacker irá enviar a informação necessária após o pagamento descentralizado feito em Bitcoin.

Mas, ainda sim, existe algo que podemos fazer para garantir que, por mais que sejamos vítimas de um ransomware, o hacker não possa se valer de nossos dados mais sensíveis. Essa opção seria o uso de um cofre virtual, ou Safe. Um programa que cria de forma simples e rápida esses Safes é o Steganos Safe.


Safe para proteger na hora de um ransomware?

Um safe nada mais é do que um cofre virtual, onde as informações são criptografadas com uma chave específica utilizada no momento da criação do artigo. Mas, você pode se perguntar: “o WannaCry e outros ransomwares já não fazem isso? De que vale então criptografar os arquivos?”.

A resposta é simples: por mais que haja uma invasão e seu sistema seja comprometido por um vírus de ransomware, o hacker não terá como acessar seus arquivos mais importantes. Ou seja, por mais que você não consiga recuperá-los, ninguém mais poderá se valer deles também.

Contudo, a escolha mais sábia para se proteger de um possível ataque de ransomware é utilizar um antivírus atualizado e manter backups diários em pastas criptografadas na nuvem, HD externo ou pen-drive, o que também é oferecido com facilidade pelo Steganos Safe. Para saber melhor como o programa funciona na prática, clique no botão abaixo e faça o download da versão de teste do Steganos Safe 18

Versão de teste

Segurisoft Baixar

Artigos relacionados:

Como abrir safes no Dropbox

Métodos simples de utilizar safes na rede

Gostou do artigo? Ficou alguma dúvida ou gostaria de fazer uma sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

Safe 18

Safe 18

  • Cria cofres virtuais de até 2TB
  • Compatível com Dropox, Google Drive e OneDrive
  • Criptografia AES- XEX de 384 bits

Versão de teste

segurisoft Baixar

/ Escrito por Thiago Monteiro sobre Safe 18

Seguir @6Monteiro

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.