Como compartilhar arquivos de forma segura

Melhorando a segurança na transferência digital de arquivos


Segurança ao compartilhar arquivos na rede

Podemos descrever a internet como um fluxo constante de informações. Ao navegar enviamos e recebemos pacotes de dados em cada ação que executamos. As transferências de arquivos, como fotografias ou documentos confidenciais, não são exceção. Com a consolidação da era digital, muitas das transferências que se realizavam cara a cara, agora são feitas através da internet. Entretanto, para tudo existe um custo e a comodidade da internet não é uma exceção. Os envios físicos requerem uma empresa de transporte que se responsabilize pela chegada dos pacotes a chegarem às pessoas corretas em perfeito estado. Por outro lado, na internet não existe nada que nos assegure que um arquivo não será interceptado. Assim sendo, o que devemos fazer quando desejamos envolver nossos dados em uma embalagem inviolável? No âmbito digital, essa proteção extra, essa “embalagem” é chamada de criptografia.

Criptografar significa codificar uma informação de forma que ela não possa ser aberta sem uma senha, apenas conhecida por aquele que criptografou tal arquivo. Este tipo de prática trata-se de uma codificação criada por algoritmos matemáticos impossíveis de serem decifrados pelo ser humano. Por isso a criptografia de arquivos é realizada através de programas específicos para este fim. O Steganos Privacy Suite é um desses programas de segurança digital que nos possibilita proteger os arquivos para que estes possam ser compartilhados na internet de forma segura.

Tutorial: Como criptografar arquivos na rede

  • Passo n.º 1. Baixe e instale o Steganos Privacy Suite clicando no botão abaixo.

  • Versão de teste

    Segurisoft Baixar
  • Passo n.º 2. Assim que o programa estiver funcionando, no menu principal podemos ver a ferramenta “Safe”. Para criar um novo safe, selecionaremos a opção “Criar nova unidade segura...”.

  • Criptografia de arquivos

  • Passo n.º 3. O Privacy Suite permite criar safes no sistema, em USB (“Portable Safe”) ou a opção de nuvem (“Cloud Safe”). Para criar um safe no sistema, selecionaremos a primeira alternativa: “Safe”.

  • Proteger arquivos online

  • Passo n.º 4. Iniciaremos a configuração do Safe dando-lhe um nome e escolhendo uma letra para sua unidade quando o mesmo estiver aberto. A seguir o programa também nos pergunta onde ficará localizada a pasta protegida.

  • Criptografar com Steganos Privacy Suite

  • Passo n.º 5. A especificação do tamanho é muito importante nesta etapa, já que determina a capacidade de armazenamento do cofre virtual. Obviamente, quanto maior o safe, mais tempo o programa demorará a criá-lo.

  • Como proteger arquivos e pastas na rede

  • Passo n.º 6. Agora, finalmente chegamos ao passo mais importante, a senha. Esta senha é de importância impar, pois sem ela não poderemos abrir ou gerenciar os arquivos contidos no safe.

  • Criptografar arquivos com Steganos Privacy Suite

Com o safe já criado, o Privacy Suite nos permitira incluir novos elementos nele a partir do menu principal do programa, contanto que tenhamos a senha usada no Passo n.º 6. Desta forma, caso nossos arquivos sejam interceptados por terceiros, eles não poderão ser abertos sem a senha original. Para mais opções de criptografia, o Steganos Privacy Suite também oferece a possibilidade de criptografar e-mails ou gerenciar arquivos em um USB criptografado.

Gostou do artigo? Ficou alguma dúvida ou gostaria de fazer uma sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

Privacy Suite 18

Privacy Suite 18

  • Protege a privacidade online
  • Criptografa e oculta arquivos
  • Gerencia e protege suas senhas

Versão de teste

segurisoft Baixar

/ Escrito por Rafa Dias sobre Privacy Suite 18

Seguir @rafadiasbcn

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.